Divinópolis irá promover o 1º GP Boiadeiro de Rolimã. O evento será uma das etapas do campeonato brasileiro da categoria. As inscrições já estão abertas e vão até o dia 1º de dezembro. A competição é organizada pelo ‘Trole Rasgando o Asfalto’; o grupo reúne dezenas de carrinhos de rolimãs, a cada duas semanas, na pista situada no Lagoa Parque.

A etapa divinopolitana do Campeonato Nacional Rolimã Brasil (CNRB) vai ser disputado no domingo, dia 09/12, a partir de 08 h e contará com atividades o dia todo. Como disse em entrevista ao GrupoGabiroba.com Willian Fonseca.

“Estamos priorizando as categorias profissionais RT e FLX por uma questão de organização. Vamos ter evento o dia inteiro. Na parte da manhã, teremos as categorias das crianças e adolescentes. Na parte da tarde, vamos ter as categorias profissionais: que é onde ‘o bicho pega de acordo’” – Willian Fonseca

Willian foi o idealizador do Rasgando o Asfalto. Ele começou com apenas um carrinho que construiu para o filho e hoje, durante os encontros, empresta quase 80 para crianças e adultos de todas as idades que queiram sentir o vento batendo no rosto. Entretanto, no dia do GP, não haverá empréstimo de carrinhos por parte dos organizadores.

“Os carrinhos não vão ser levados no dia da corrida para ser emprestados, pois o foco vai ser a corrida.” – Willian

Em média, 150 pessoas participam dos encontros quinzenais. (Foto: Rasgando o Asfalto / Divulgação)

Em média, 150 pessoas participam dos encontros quinzenais. (Foto: Rasgando o Asfalto / Divulgação)

O grupo Rasgando o Asfalto já existe a mais de 7 anos em Divinópolis. As ruas do Lagoa Parque, bairro próximo à saída para Carmo do Cajuru, possuem pouco movimento de veículos e são fechadas pelos participantes nos fins de semana em que há encontro. A equipe também participa de competições fora da cidade.

A inscrição para menores de 18 anos custa R$ 20. É obrigatória a assinatura do termo de responsabilidade pelos pais. Para os maiores de 18 anos, o custo é de R$ 50. Os inscritos nas categorias profissionais receberão uniforme personalizado.

As inscrições estão sendo realizadas por depósito bancário, mediante confirmação pelo WhatsApp (37) 99186–1530 ou nos encontros quinzenais no Bairro Lagoa Park em Divinópolis até o dia 1º de dezembro.

A competição

A etapa de Divinópolis contará em um das modalidades do CNRB. A categoria Rolimã Tradicional (RT) são os carrinhos fabricados com madeiras ou estruturas de metal, que podem pesar até 20 kg. Eles também podem ter até 2 metros de comprimento e 1 metro de largura, desde que usem rodinhas feitas com rolimãs.

Já na categoria Força Livre Xtreme (FLX) disputam os carrinhos mais pesados e personalizados e que podem pesar até 45 kg, por isso, atingem alta velocidade.

As categorias são divididas por idade. Na RT haverá primeiro a competição entre crianças de 04 a 08 anos. Depois jovens de 09 a 13 anos. Em seguida, será a vez da categoria 14 a 17 anos. Por fim, as categorias profissionais RT e FLX para os maiores de 18 anos. Não há distinção de sexo.

A pista do GP Boiadeiro de Rolimã terá aproximadamente 800 metros de percurso, que correspondem pouco mais de um minuto de descida. Tempo suficiente para fazer com que os carrinhos atinjam uma velocidade de 40 até 65 km/h. Por isso, todos os carrinhos que competem precisam possuir sistema de frenagem. O uso de equipamentos de segurança também é obrigatório: capacete, luvas e calçado apropriado.

De acordo com o calendário oficial, o Campeonato Nacional de Rolimã Brasil (CNRB), este ano, já realizou mais de 50 eventos em Minas Gerais, Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Em setembro, o  GrupoGabiroba.com participou de um dos encontros do Rasgando o Asfalto. Confira a reportagem acima.

‘Rasgando o Asfalto’ homenageia Boiadeiro

No dia 6 de maio, Leslie Carlos Alvarenga conhecido como Boiadeiro, um dos integrantes do ‘Rasgando o Asfalto’ morreu ao perder o controle do carrinho, bater na calçada e ser arremessado contra um poste de uma placa de sinalização – segundo uma testemunha disse à Polícia Militar.

Uma unidade do SAMU foi chamada. Durante o atendimento, houve a tentativa de reanimá-lo, mas a equipe de resgate não foi obtive sucesso.

Não era um domingo de encontro do Rasgando o Asfalto. De acordo com Willian, Boiadeiro havia tentado convencer o integrantes do grupo para irem com ele. Alguns foram, mas a maioria optou por ficar em casa.

Segundo Willian, batizar o nome da etapa divinopolitana do maior evento de rolimã do Brasil é um forma de homenagear Leslie.

“O Lelinho era conhecido por nós como Boiadeiro. O nome da corrida é uma homenagem a ele. [Correr conosco] era o que ele mais gostava desde criança. Era uma pessoa dedicada, que queria sempre tomar iniciativa e fazia de tudo para nos ajudar. Ele estava na oficina todo fim de semana nos ajudando”. – Willian